Vale a pena recordar que...

    Compartilhe
    avatar
    Admin
    Admin
    Admin

    Mensagens : 27
    Data de inscrição : 18/08/2015
    Localização : Coimbra

    Vale a pena recordar que...

    Mensagem por Admin em Qua Ago 19, 2015 7:09 pm

    Existem muito tipo de motos e marcas. Desde as "desportivas" mais conhecidas por "Rs" ou (plásticos) às Custom, mais conhecidas por "ferros". Como os gostos não se discutem e muita das vezes também é a carteira que manda, se assim não fosse eu tinha umas 3 ou quatros motos na garagem

    Mas uma coisa todas têm que ter... o Condutor o piloto o "gajo" que manda, sim nós como condutores é que somos na maioria das vezes os culpados pelos acidentes/incidentes. Claro que existem outras razões como por exemplo, os "enlatados", as condições meteorológicas e as condições das "shit" das nossas estradas.

    Mas na parte da condução em Segurança/defensiva, nós todos temos cartas a dar e por isso mesmo eu quero partilhar o seguinte, tudo começa com o tipo de moto que escolhemos (a partir daqui as palavras não são minhas, mas eu subscrevo-as, palavra a palavra).
    _______________________________
    Vamos ordenar por temas:

    1-Condução.
    2-Fases da condução.
    3-Comandos da moto.
    4-Postura na moto.
    5-Travagem.
    6-Distribuição de pesos.
    7-O Joelho.
    8-Curvas.
    9-Tipos de curvas.
    -Curvas Rápidas.
    -Curvas Fechadas.
    10-Condução em estrada.
    11-Condução em Cidade.

    1-Condução
    A primeira vez que saímos com os nossos amigos para dar uma volta de moto, ficamos na expectativa do que não conhecemos, a melhor solução é conduzir na defensiva e com precaução, sendo praticamente como o primeiro dia que fomos buscar a moto.
    Já no durante o passeio, há sempre aquele que gosta de rodar mais o punho e os que vão atrás, isto é seguro, mas feito quando já temos experiência suficiente e conhecemos a estrada, é muito importante conhecer a estrada para poder rodar mais o punho, se assim não é, aconselho vivamente a não o fazerem. Contudo, não existem bons ou maus condutores, existem sim os que caem e os que caem menos, se pensarem como eu, depois de uma queda, esta vai influenciar muito a nossa maneira de conduzir.

    2-Fases da condução:
    A primeira fase da condução da moto, é quando somos inexperientes e de uma prudência extrema, sendo muito precavidos com tudo o que nos rodeia e normalmente andamos sozinhos com a desculpa de que não queremos incomodar quem rola mais depressa.
    Esta fase também não quer dizer que seja só de quem não tem experiência, bastando ver-mos um acidente para optar por este tipo de condução, por exemplo.

    A segunda fase, é uma fase onde tentamos provar as nossas aptidões e exploramos mais a moto, descobrindo assim que a moto tem uns limites muito mais altos que os nossos. Nesta fase é quando começamos a contrair alguns sustos, pensando que já temos experiência suficiente e aumentamos assim a velocidade em estrada e Cidade, pensando que os acidentes só acontecem aos outros. No caso das R`s, dentro destas também é necessário saber deferência-las em termos de comportamento, existem as que toleram os erros e as que não perdoam.
    Normalmente isto acontece nos primeiros 6 mil kms, ficando a pensar como nos safamos quando fizemos aquela curva apertada e fomos sair na faixa contrária ou como nos safamos daquele carro avariado á saída da curva.

    Por ultimo, temos a fase onde já contamos com uns miles de kms em cima da moto e algum outro susto inevitável, tendo já uma certa experiência como recompensa pelo nível de condução.
    Estamos mais confiantes, mas sempre atentos e prudentes porque nunca se sabe.

    3-Comandos da Moto
    Os comandos da moto, como todos sabem, servem para controlar a mesma havendo-os de vários formatos para melhor controla-la.

    Grandes : Estes podem ser planos (Custom), semiplanos (Trail) ou planos (Cross), sendo menos aerodinâmicos, mas assegurando a facilidade de entrar em curvas de todo o tipo com a moto.

    Fechados : Este tipo de de comandos são usados nas Sport-Turismo e Super-Desportivas, dependendo claro da posição de cada uma sendo em ambos os casos mais aerodinâmicos do que nos casos anteriores.
    Estes são mais precisos na condução desportiva, mas muito sensíveis ás irregularidades da estrada.

    4-Postura na Moto
    Cada Moto tem a sua postura de condução, propriamente dita, sendo assim temos:

    -Desportivas: Estas tem uma postura forçada, que canaliza o nosso peso para os punhos, os pés estão bastante altos e o corpo inclinado para a frente.
    Neste tipo de motos, notamos um esforço maior quando circulamos em Cidade ou em transito, por exemplo, isto devido ao peso do nosso corpo que está inclinado para a frente.
    Não são motos cómodas para realizar grandes viagens, devido à sua protecção aerodinâmica reduzida, consumos elevados, suspensões desportivas e a sua posição de condução, além de quando circulamos com passageiro torna-se mais incomodo.

    -Custom: São totalmente o contrário do que lê-mos nas Desportivas, desde a relaxada posição com as pernas para a frente, o corpo para trás e os comandos elevados, não nos cansam tanto em viagens longas. Estas não tem qualquer protecção aerodinâmica, mas também não foram feitas para altas velocidades mas sim para obter conforto, tanto do condutor, como do passageiro.

    -Trail: Motos nascidas para Off-road e Estrada. Com uma posição de condução erguida e cómoda, têm os comandos planos que nos proporcionam uma posição de condução natural que facilitam os movimentos, grandes autonomias e velocidades de cruzeiro ideais para grandes viagens.

    -Turismo: São motos que provem do estilo desportivo, mas vocacionadas para viagens, tendo em conta, uma melhor protecção aerodinâmica, posição de condução mais erguida e relaxada e um factor muito importante, o assento. Este não é tão radical em todos os aspectos, proporcionando mais conforto para o condutor e passageiro.

    5-Travar
    Travar é o que todos nós sabemos ou deveríamos saber, mas saber travar com prudência e sem abusar dele, auxiliando com o travão motor na entrada para a curva, sendo estes pormenores que referenciam entre um condutor com experiência e um condutor sem experiência.
    Na verdade, saber travar é um factor extremamente útil para no caso de nos aparecer um obstáculo á frente. No caso de travagem para a curva, temos de calcular com antecedência a distância para entrar na curva e não travar encima da mesma, pelo facto de a moto em travagens fortes afunda e torna-se mais difícil controla-la.
    Em primeiro, como devemos proceder na travagem para a curva? Nesta situação os passos deverão ser, olhar para a curva e calcular aí uns 200 metros antes de entrar na curva, começando a travar com a moto direita e reduzindo as velocidades ajudando assim a travagem com o motor. Um factor importante é, não travar com a moto inclinada pelo facto de o pneu utilizar pouca superfície de contacto com a estrada e levar-nos ao chão.

    6-Distribuição de pesos
    A distribuição de pesos é a proporção de peso que distribuímos encima da moto no momento que estamos a conduzir, seja sozinho ou com passageiro.
    Esta repartição de pesos deve sair naturalmente de nós ao efectuarmos uma curva, tentando deixar as suspensões da moto o minimamente possível comprimidas, para entrar bem na curva, fazendo assim a moto mais ágil.
    Um bom inicio é travar com o motor e auxiliar o menos possível com o travão, estabilizando a moto e evitando o afundamento.
    Se evitarmos o afundamento da moto, deixamos de sentir as sacudidas das suspensões inclinando assim melhor a moto em curva.

    7-O Joelho
    A história diz que se utiliza no motociclismo desde á relativamente pouco tempo, aproximadamente desde os anos 70, quando se faziam corridas no gelo na Noruega, Finlândia entre outros países nórdicos. Mais tarde os pilotos do Mundial de velocidade, como Kenny Roberts e outros estavam fortemente influenciados em praticas como Dirt Track y Sport Track (corridas de derrapagens em cinzas na USA), começando a utilizar o joelho na inclinação para as curvas.

    A utilização do joelho pode ter vários significados :
    O primeiro poderia ser a distribuição de pesos que realizam ao mudar o centro de gravidade da moto para o interior da curva, tendo assim a moto mais direita e evitando uma derrapagem indesejada.

    O segundo seria para ter uma referência do tacto, quando estamos inclinados com a moto a metade da curva, sendo avisados que estamos a chegar ao limite máximo de inclinação.

    O terceiro e ultimo, é mais para os amantes dos TrackDays, para dar uma confiança de condução na inclinação para a curva.

    8-As curvas
    Inevitavelmente depois de uma recta chega a curva e para nós normalmente, sair da rotina das rectas e encontrando um bom piso com umas curvas não muito fechadas num fim de semana que escolhemos para passear, é uma bonificação.

    No que respeita á maneira de abordar uma curva, o primeiro como é lógico, colocar-se em posição correcta para efectua-la e se esta for esquerda, teremos de colocar-nos junto da linha que limita a faixa que é normalmente á direita, para que quando virmos o ponto certo, iniciar a inclinação da moto assim termos espaço para curvar em segurança e não ir até ao limite da faixa de rodagem se por acaso alguma coisa corre mal, sendo uma trajectória ampla e limpa de uma só vez, com uma velocidade constante.
    É importante olharmos para o final da curva, até onde conseguimos ver, enquanto a moto avança sozinha até onde estamos a olhar, reduzimos uma velocidade e depois começamos a inclinar-la, momento que se começa a deslizar sobre a moto suavemente e colocamos o joelho para a curva.

    Durante a curva é extremamente importante que tenhamos a noção da moto que temos, isto é, cuidado com o acelerador durante e á saída da curva, não rodar o punho até que o pneu tenha mais superfície de contacto. Ao curvarmos é necessário manter a aceleração constante para que o pneu tenha um agarre perfeito e quando estivermos a sair da mesma, os nossos olhos já deverão estar a ver a próxima e a calcular a entrada, dependendo de nós, se é direita, esquerda, fechada, etc.

    9-Tipos de Curvas


    Normais
    As curvas normais, por vezes podem tornar-se juntamente com as cegas, as piores curvas que podemos encontrar pelo facto de nunca saber-mos o que poderemos encontrar no final de uma curva e nestes momentos, temos de duplicar as precauções.
    Uma curva normal, faz-se como já referimos acima, fazendo uma trajectória de uma só vez e muito aberta.
    A solução para enfrentar estas curvas, é pela parte exterior e desde fora, para colocar a moto com decisão e vontade no ponto médio de inserção da curva e sair dela o mais colado possível ao interior da mesma e evitar sairmos na faixa contrária.

    Rápidas
    Estas são a mais belas e fáceis de fazer de todas as que podemos encontrar, já que o único que temos de ter em conta, é calcular o ponto de inserção, para manter a moto inclinada a alta velocidade e que por vezes mexendo-se como um touro bravo, não porque tem problemas, mas porque o piso muitas vezes é irregular.

    Cegas
    Estas são as mais difíceis e incómodas que encontraremos na nossa vida de duas rodas. O problema destas curvas reside no facto de quando vamos inclinados não se tem visão da saída da curva e do que vamos encontrar, como o próprio nome nos diz, são cegas.
    Os conselhos que se podem dar, é que sejamos prudentes com a velocidade, para que assim não tenhamos que inclinar muito a moto, deixando assim um ângulo de inclinação maior, para o caso de a curva ainda se fechar mais de repente e assim poder-mos inclinar mais

    10-Condução em estrada
    A condução em estrada, independentemente de fazer-mos sozinhos ou acompanhados, é uma responsabilidade grande e um prazer onde devemos cumprir os seguintes conselhos:


    1- Se viajamos em grupo de várias motos, o aconselhável é que vá uma pesssoa designada para o comando do grupo, não tendo de ser especialmente uma pessoa que já tem anos de experiência, devendo manter uma velocidade estável adequada ao mais lento do grupo e efectuar as paragens programadas, controlando a evolução dos seguidores pelos retrovisores.

    2- No grupo, é conveniente que todos saibam onde vamos, assim como a autonomia provável, abastecendo todos ao mesmo tempo para evitar desencontros no posteriores no mesmo.
    3- Especificar em caso de algum problema, em que ponto, o resto do grupo vai esperar, assim como tentar obter antes de qualquer viagem, o numero de todos os elementos que fazem parte do grupo.

    4- É tão importante a pessoa que lidera o grupo, bem como o ultimo, que se encarrega de que ninguém se perca, assim como de terminar as acções de ultrapassagens e colocar o grupo unido.

    5- Este será um dos mais importantes conselhos, o circular em grupo alternadamente, isto é, quando estamos a viajar em grupo e vamos todos em fila, tentar circular oposto á moto que segue á nossa frente sendo que, se circular á direita na faixa de rodagem, vamos tentar circular mais para a esquerda, evitando assim, que choquemos com moto da frente em caso de aparecer algum obstáculo.

    11-Condução em cidade


    Na cidade temos de ter muita atenção, realizando uma condução segura, tendo em conta alguns pontos importantes :

    - Circular sempre á direita ou esquerda dos carros e não no centro, deixando sempre uma possibilidade de escapatória.

    - Atenção aos carros que circulam muito devagar, possivelmente estão á procura de estacionamento ou estão distraídos.

    - Cuidado com as linhas, passadeiras, carris do metro e rotundas quando estão molhados, mas também em seco.

    - Cuidado com os autocarros parados, não efectuar passagens rasantes pelo facto de nos poder aparecer um peão.

    - Atenção, muitos dos acidentes e caídas na cidade, podem-se evitar se estivermos sempre atentos ao que sucede á nossa frente e realizando uma condução defensiva.

    Aqui fica uma visão geral, para quem pensa vir adquirir moto e iniciar-se nesta forma de vida.
    Para muitos de nós tudo isto não é novidade, mas para outros, é uma preciosa ajuda para terem noção dos perigos e precauções que devem adoptar para circularem em segurança

      Data/hora atual: Dom Out 22, 2017 6:23 am